HORA CERTA:

NÍVEL DA REPRESA: 66%

TEMPERATURA: 28°C

Após recusa da esposa por relação sexual, homem mantém filhas de 5 e 8 anos sob ameaça de morte, em cárcere privado, na cidade de Pirapora

Homem também ameaçou a mãe dele e disse que se mataria após cometer os crimes. O BOPE foi acionado para ajudar nas negociações.

Foto Reprodução das Redes Sociais

Um homem, de 38 anos, foi preso após manter as filhas, de 5 e 8 anos, em cárcere privado no Bairro Nossa Senhora do Rosário, em Pirapora. O registro policial começou a partir do acionamento, na tarde desse sábado (25), e foi finalizado na manhã deste domingo (26).

Segundo o boletim de ocorrência, por volta das 16h, a Polícia Militar foi acionada pela irmã do suspeito informando que ele estava agressivo e teria dito que se a esposa não voltasse para casa, ele mataria a mãe e as filhas, de 5 e 8 anos. Em seguida, iria se matar.

A irmã relatou ainda que, havia recebido um pedido de ajuda da mãe por ligação, após a mulher ser ameaçada pelo filho.

Quando chegaram no local, os militares encontraram o homem segurando a filha de 5 anos, enquanto mantinha ao lado, a outra filha, de 8 anos.

Os policiais iniciaram uma conversa pedindo para que ele se acalmasse e deixasse as crianças saírem do imóvel.

Ainda conforme o boletim de ocorrência, o homem não atendeu ao pedido dos militares e foi para o interior da casa levando as crianças e, em alguns momentos, ele mandava que as meninas gritassem dizendo que estavam bem.

O suspeito seguiu nas negativas e disse aos militares que não atenderia o pedido porque “tinha atiradores por todo lado”, diz trecho do BO.

Diante da situação, o local foi isolado e além da PM, uma equipe do BOPE, Batalhão de Operações Policiais Especiais de Belo Horizonte se descolou para o endereço, além de bombeiros e SAMU.

Familiares do homem também foram para o local e ajudaram na tentativa de soltura. Por volta das 23h30, ele saiu do imóvel com as filhas e foi para a rua.

A mulher do suspeito, de 36 anos, contou que vive com ele há 19 anos. E que desde 2010 ela é agredida pelo companheiro com murros, empurrões, enforcamentos e xingamentos.

Na sexta-feira (24), após se recusar a ter relação sexual com ele, o homem a agrediu puxando-a pelos cabelos e jogando a mulher no chão, por fim, expulsou a vítima de casa.

O boletim informa que a mulher tinha escoriações no braço e joelho. Ela também contou que recebeu uma ligação para retornar “urgentemente para casa, e que se não voltasse, o marido mataria as crianças”.

Após horas de negociação o homem foi preso e encaminhado para a delegacia.

Por g1 Grande Minas

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados