HORA CERTA:

NÍVEL DA REPRESA: 66%

TEMPERATURA: 28°C

CEMIG INFORMA ADIAMENTO DA ABERTURA DAS COMPORTAS EM TRÊS MARIAS

ATUALIZAÇÃO EM 11/01/2022 15:00

Diante da atualização dos cenários de cheias percebidos nos municípios ribeirinhos do rio São Francisco, a Cemig informa que adiará a abertura das comportas da UHE Três Marias. Isso permitirá reduzir os impactos de inundação no trecho do Rio São Francisco até a cidade de Pirapora, reduzindo os efeitos de subida do nível que poderiam ser provocados pelo aumento de liberação do reservatório.

Essa decisão, considerando dados atualizados, tem como prioridade a segurança da população da região. As ilhas fluviais do Rio São Francisco já foram evacuadas, pois são impactadas para vazões em patamares menores que os atuais.

A decisão também leva em conta a proteção da obra de restauração do Vapor Benjamim Guimarães, levando em consideração novas informações fornecidas pela Prefeitura de Pirapora.

Entenda melhor sobre o controle de cheias no vídeo a seguir:

O reservatório de Três Marias às 14:00 de 11/01/2022 atinge 74,18% de volume útil, o que permite utilizar o volume vazio disponível para amortecer a cheia afluente que ainda ocorrerá ao longo da semana, armazenando o excedente no reservatório. Nestes próximos dias a vazão liberada seguirá em 850 m³/s, correspondente à geração máxima de energia elétrica, conforme capacidade instalada. A vazão recebida no reservatório já atinge 7.300 m³/s às 14:00 da presente terça-feira, com perspectiva de vazões superiores a 8.500 m³/s já na quarta-feira. Desta forma, o nível do reservatório seguirá em rápida elevação, mantendo a necessidade que a abertura das comportas ocorra assim que os afluentes do Rio São Francisco no trecho até Pirapora reduzam suas vazões.

As datas de abertura e as vazões que serão liberadas serão informadas nos próximos dias, conforme evolução das condições hidrometeorológicas do Rio São Francisco.

INFORMAÇÃO DE 10/01/2022 18:00

O estado de Minas Gerais vem recebendo volumes significativos de chuva neste início de janeiro, devido à formação de uma Zona de Convergência do Atlântico Sul – ZCAS, desde a última quinta-feira (06/01). A ocorrência deste evento ao longo dos dias que seguiram ocasionou elevados volumes de chuva na maior parte da faixa central do estado. Na bacia do rio São Francisco foram observadas vazões elevadas em diversos rios afluentes, como o rio Pará, rio Paraopeba e rio das Velhas, ocorrendo inundações generalizadas em vários municípios. 

Este aumento de vazões nos afluentes que alimentam o reservatório da UHE Três Marias resultou em um expressivo ganho em seu armazenamento, em curto período. As afluências (vazões que entram) ao reservatório no dia de hoje (10/01), já atingem patamares superiores a 5.000 m³/s, com a perspectiva de atingirem 8.000 m³/s já na próxima quarta-feira. Ainda no dia de hoje, a vazão liberada na usina já foi ampliada para 850 m³/s, pela maximização da geração de energia na usina. 

De forma a controlar a subida de nível do reservatório, a Cemig informa que será necessário iniciar o vertimento pelas comportas a partir da quarta-feira, 12 de janeiro. Nesta segunda-feira (10/01), o vertimento será implementado em patamares, conforme alinhado junto ao Operador Nacional do Sistema Elétrico – ONS e Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico – ANA: 

  • 12/01/2022, quarta-feira: abertura das comportas com 500 m³/s às 8h00, totalizando 1.350 m³/s de defluência; 
  • 13/01/2022, quinta-feira: ampliação do vertimento para 850 m³/s às 8h00, totalizando 1.700 m³/s de defluência; 
  • 14/01/2022, sexta-feira: ampliação do vertimento para 1.400 m³/s às 8h00, totalizando 2.250 m³/s de defluência. 

Mesmo com a abertura de comportas, fato que não ocorria desde o início de 2020, a tendência é que o reservatório continue ganhando armazenamento até o final do mês. A Cemig segue monitorando a condição de operação do reservatório e novas ampliações podem ser necessárias, conforme as afluências verificadas no reservatório nos próximos dias. 

Já no trecho mais próximo à UHE Três Marias, dado o evento chuvoso que também ocorreu no rio Abaeté nesses últimos dias, houve necessidade de evacuação das ilhas fluviais ao longo do município de Pirapora. O momento do vertimento da UHE Três Marias aproveita o cenário de queda das vazões desse importante afluente que deságua após a barragem, visando não agravar uma situação que já se iniciava no trecho. 

A Cemig permanece em contato com o IEPHA e SAAE de Pirapora, com o objetivo de atualizar as informações sobre a condição do rio São Francisco no município, de forma a avaliar eventuais impactos para a reforma do Vapor Benjamin Guimarães. Para o patamar de vazões que será liberado pela UHE Três Marias, é previsto que não ocorram impactos a este patrimônio histórico da região. 

Além do rio Abaeté, o rio São Francisco ainda recebe contribuintes significativos ao longo de seu curso, como rio Urucuia, rio das Velhas e o rio Paracatu. Tais afluentes já vem vivenciando grandes efeitos face ao evento chuvoso adverso, produzindo inundações nos municípios de São Romão, São Francisco e Januária. Entretanto, dado o montante necessário a ser liberado pelo reservatório, é provável que os níveis nessas cidades que apresentam queda nessa segunda-feira (10/01), voltem a subir ao longo do início da semana seguinte, considerando o tempo de viagem da água. 

Para o acompanhamento do comportamento das vazões para trechos mais distantes da usina, ao longo do rio São Francisco, o Serviço Geológico do Brasil – CPRM segue com o monitoramento e emissão dos informes. Para acesso a informações, as atualizações são feitas pelo link: http://sace.cprm.gov.br/saofrancisco/
Fonte: Cemig

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados