HORA CERTA:

NÍVEL DA REPRESA: 66%

TEMPERATURA: 28°C

Conta de luz fica quase 7% mais cara a partir desta terça-feira (28)

Os clientes devem sentir impacto parcial já na conta de junho, quando irão pagar uma parte do consumo ocorrido antes de 28 de maio

Conta de luz da Cemig/ foto

O reajuste de até 7,32% na conta de energia da Cemig entra em vigor nesta terça-feira (28), mas será sentido totalmente pelos clientes no mês de julho. O anúncio foi feito na semana passada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

O aumento será sentido de maneira diferente pelos consumidores. A avaliação é da própria empresa. Para consumidores residenciais ou de baixa tensão, por exemplo, o ajuste será de 6,72%. Os clientes devem sentir impacto parcial já na conta de junho, quando irão pagar uma parte do consumo ocorrido antes de 28 de maio.

Entenda o reajuste

“Os reajustes tarifários de distribuição de energia são definidos pela Aneel e as regras desse reajuste são definidas em normativos no contrato de concessão da distribuidora. No caso da Cemig, o reajuste ocorre todo dia 28 de maio anualmente. Este ano, o reajuste divulgado foi de 6,7% para os consumidores residenciais”, disse Giordano Bruno Braz de Pinho Matos, gerente de Tarifas da Cemig à Itatiaia, na semana passada.

Do valor pago na fatura do consumidor, apenas 25% ficam com a distribuidora. “Os outros 75% servem para pagar a compra de energia dos geradores e a transmissão de energia em alta tensão. Os encargos setoriais e impostos, esses últimos, a gente tem observado um aumento muito grande. Esses últimos anos, por exemplo, oferecem subsídios para fontes incentivadas, fontes eólicas e fontes solar que têm impactado na tarifa dos consumidores”, acrescentou.

Impacto na economia

O reajuste deve ter peso na inflação de BH, como avalia o economista Diogo Santos, da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de Minas, que faz parte da UFMG. “O aumento vai gerar um impacto no IPCA de Belo Horizonte de 0.20 pontos percentuais. Que isso significa? Significa que, se de um mês para o outro nenhum preço sobe e todos os preços da cesta de consumo permanecerem iguais, a inflação será zero. Mas, se houver o reajuste de energia elétrica, a inflação deste mês deve ser de 0.20. Em abril a inflação de todos os itens foi de 0.24 “

Por Itatiaia

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados