HORA CERTA:

NÍVEL DA REPRESA: 63,20%

TEMPERATURA: 27°C

Criança de 10 anos morre em acidente na LMG-754, em Curvelo

Tales Rafael Peixoto era passageiro de um carro de passeio e foi atingido no rosto pela ponta do ferro do caminhão enquanto o pai dele tentava uma ultrapassagem.

Carro foi atingido pelo ferro de um caminhão na lateral — Foto: PMRv/ Divulgação

Um menino, de 10 anos, morreu em um acidente envolvendo um carro de passeio e um caminhão na LMG-754, em Curvelo, na tarde desta quarta-feira (14).

Segundo a Polícia Militar Rodoviária, o acidente foi registrado no km 28 da rodovia, entre as cidades de Curvelo e Cordisburgo; a vítima estava no carro conduzido pelo pai, de 42 anos, a mãe, de 23, e o irmão, de 14 anos, todos naturais da cidade de Santos (SP).

O pai da criança contou aos policiais que seguia o sentido norte da pista, quando ao tentar ultrapassar um caminhão, percebeu que um outro veículo também tentava fazer a ultrapassagem, e por isso retornou para a mão de direção. Nesse momento, ele perdeu o controle e bateu na lateral traseira esquerda do caminhão, lado onde a vítima estava. Tales Rafael Peixoto foi atingido no rosto pela ponta de um ferro e não resistiu aos ferimentos.

Ferro do caminhão atingiu o rosto da criança, que morreu na hora — Foto: PMRv

Ainda segundo a PMRv, o motorista do carro foi socorrido pela ambulância da Eco-135, para hospital Imaculada Conceição, em Curvelo, com ferimentos leves. Ele não possuía habilitação para dirigir. Os outros passageiros do veículo e o motorista do caminhão não sofreram ferimentos.

A perícia compareceu ao local e o corpo foi encaminhado para o IML de Curvelo.

Segundo a ECO-135, empresa que administra a rodovia, a pista teve que operar no modelo Pare e Siga por cerca de meia hora.

Fonte:  g1 Grande Minas.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram

2 comentários em “Criança de 10 anos morre em acidente na LMG-754, em Curvelo”

  1. Maurilio Martins

    Primeiramente meus sentimentos. Impossível imaginar o sofrimento dessa família. Qualquer perda de um ente querido e sofrida mas imagino que perder um filho dessa forma seja devastador na vida de qualquer pessoa.
    Depois a análise dos fatos onde chama a atenção o fato de o motorista não ser habilitado… Sempre pergunto: de quem é a culpa?
    Nota: a idade da mãe na matéria esta correta? Ela tem mesmo 23 anos? O garoto tinha 10 anos. Fazendo as contas…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados