HORA CERTA:

NÍVEL DA REPRESA: 66%

TEMPERATURA: 28°C

Homem confessa que matou mulher com golpes de macaco hidráulico, em Varjão de Minas

O acusado de 31 anos foi preso após confessar que desferiu golpes de macaco hidráulico na cabeça dela.

Neuza foi encontrada com diversos ferimentos principalmente na cabeça.

A violência contra as mulheres não para de acontecer. Nesta quinta-feira (17), a Polícia Militar registrou mais um brutal um feminicídio em Varjão de Minas. O corpo de uma mulher de 56 anos foi encontrado com diversos ferimentos principalmente na cabeça. O acusado de 31 anos foi preso após confessar que desferiu golpes de macaco hidráulico na cabeça dela.

De acordo com o Sargento Juliano, a filha de Neuza procurou a Polícia Militar nessa quarta-feira (16) relatando o desaparecimento da mãe. Ela contou que, na terça-feira (15) durante o dia, ela, o marido e a mãe passaram o dia na casa do acusado, Jean de 31 anos, fazendo uso de bebida alcoólica e ele ficou levá-la para casa.

Como a mãe não apareceu, ela decidiu procurar a polícia e relatar o sumiço, já apontado Jean como sendo o suspeito. Diante disso, os policiais começaram as buscas e localizaram o corpo nesta quinta-feira (17) em uma cova rasa. Em conversa com o acusado, ele acabou confessando o crime que aconteceu durante a noite de terça-feira (15).

O acusado relatou que saiu para a levar Neuza em casa, mas eles entraram em uma estada vicinal onde começaram a ter relação sexual. Porém, em determinado momento, ela não quis mais e lhe desferiu um tapa no rosto. Enfurecido, ele desferiu então diversos golpes de macaco hidráulico do automóvel na cabeça da vítima.

O policial destacou que os fatos continuam sendo apurados e pode haver mais informações. Ele contou que o macaco hidráulico ainda não foi localizado e, após a apuração Jean será encaminhado para Patos de Minas para ser autuado por mais esse crime brutal contra mulher.

Fonte: Patos Hoje

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados