HORA CERTA:

NÍVEL DA REPRESA: 63,20%

TEMPERATURA: 27°C

Homem que matou a ex enquanto ela trabalhava no pronto-socorro de Monte Carmelo morre em Uberlândia

Humberto Aparecido do Prado foi agredido por testemunhas e passou 16 dias internado sob escolta policial. Cunhada da vítima contou que agressor não aceitava o fim do relacionamento.

Humberto Aparecido do Prado era suspeito de matar a ex-companheira Josiane em Monte Carmelo — Foto: Redes Sociais

Suspeito de matar a ex-mulher Josiane Soares de Oliveira Prado, em Monte Carmelo, Humberto Aparecido do Prado, de 40 anos, morreu na terça-feira (10). O homem estava internado em um hospital de Uberlândia dezembro de 2022, após ser agredido por populares que presenciaram o homicídio.

A morte de Humberto foi confirmada ao g1 pela Polícia Militar (PM). Segundo a corporação, ele ficou internado sob escolta policial por 16 dias, mas não resistiu aos ferimentos.

Um inquérito para apurar o homicídio foi aberto pela Polícia Civil após o crime. A reportagem questionou a polícia sobre o andamento das investigações e aguarda retorno.

Morta a facadas

Josiane Soares de Oliveira Prado tinha 33 anos e trabalhava como técnica de enfermagem no Pronto-Socorro Municipal. Segundo a PM, no dia 25 de dezembro, Humberto foi até a unidade e chamou pela ex-companheira, alegando que precisava conversar. Ela saiu e o acompanhou até o outro lado da rua.

Quando ela chegou perto do veículo dele, foi esfaqueada. Josiane conseguiu correr de volta para a unidade de saúde, mas foi perseguida pelo ex.

Assim que entrou no pronto-socorro, o agressor foi contido e agredido por testemunhas que viram o ataque. No entanto, ele se levantou e invadiu a sala de atendimento onde Josiane havia se escondido e continuou a esfaqueá-la.

Na tentativa de salvar a vítima, testemunhas conseguiram entrar na sala e golpearam o agressor com cadeiradas e socos, até ele cair desacordado. A faca usada no crime foi encontrada e apreendida.

Josiane foi levada para atendimento em uma sala ao lado, porém, não resistiu aos ferimentos. Ela deixou dois filhos.

Ainda segundo a PM, a cunhada da vítima contou que a mulher frequentemente reclamava que o ex a importunava e a ameaçava porque não aceitava o fim do relacionamento e, recentemente, descobriu que ela estava namorando novamente.

Josiane morreu enquanto trabalhava no Pronto-Socorro de Monte Carmelo — Foto: Reprodução/Google Street View

Fonte: G1 Triângulo e Alto Paranaíba

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados