HORA CERTA:

NÍVEL DA REPRESA: 66%

TEMPERATURA: 28°C

Idosa que passou 30 horas ao lado do corpo do marido após acidente na BR-365 em João Pinheiro receberá indenização de R$ 120 mil.

Justiça Federal condena União e DNIT a pagarem R$120 mil por danos morais à Valdina Luiza de Almeida

Foto: Arquivo

A idosa Valdina Luiza de Almeida, que ficou mais de 24 horas ao lado do corpo do marido após um acidente de trânsito na BR-365, em João Pinheiro, será indenizada por danos morais pela União e pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). O caso, ocorrido em março de 2022, ganhou repercussão na época e foi recentemente julgado pela Justiça Federal.

Na ocasião, Valdina e seu marido, Milton da Silva Amorim, saíram de Varjão de Minas com destino a João Pinheiro no dia 21 de março de 2022. Durante o trajeto, no KM 316 da BR-365, o veículo em que estavam atingiu um buraco na pista, fazendo com que Milton perdesse o controle da direção. O carro capotou e parou com as rodas para cima em uma ribanceira. Milton faleceu no local e Valdina sofreu diversos ferimentos.

A família do casal notou a ausência e iniciou uma busca pelo veículo. No entanto, Milton e Valdina só foram encontrados no dia seguinte. Valdina passou mais de 24 horas ao lado do corpo do marido, esperando pelo resgate, em uma situação de extremo sofrimento.

Valdina acionou a União e o DNIT na Justiça Federal, buscando indenização por danos morais e materiais. Representada pelos advogados Jamir Andrade, Iuri Furtado e Bruna Andrade, ela demonstrou o sofrimento vivenciado e apontou a responsabilidade das rés pelo acidente. A Justiça Federal reconheceu a responsabilidade civil e condenou a União e o DNIT a pagarem uma indenização de R$ 120.000,00.

“Além da morte do cônjuge, deve-se considerar ainda que a parte autora permaneceu lesionada, desidratada e com o braço fraturado por mais de 24 horas ao lado do corpo do marido, dentro de um carro pendurado num barranco, de forma instável a aproximadamente cinco metros da pista”, afirma a sentença.

O ressarcimento do prejuízo do veículo também foi determinado e será apurado em liquidação de sentença.

Por JPagora

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados