HORA CERTA:

NÍVEL DA REPRESA: 66%

TEMPERATURA: 28°C

MPF pede à Justiça que concessionária mantenha serviços na BR-040, entre Juiz de Fora e DF, até que nova licitação seja feita

Em 2019, ANTT aprovou o pedido de relicitação do trecho depois da Via 040 alegar prejuízo financeiro estimado em R$ 9 milhões. O contrato se encerra no próximo dia 19 e o pedido do MPF é para que a concessionária mantenha os serviços até que uma nova empresa assuma o trecho.

Trecho da BR-040 entre Juiz de Fora e Distrito Federal; praça de pedágio em Barbacena — Foto: Robson Panzera/TV Integração

O Ministério Público Federal (MPF) ajuizou nesta quarta-feira (2) uma ação civil pública com pedido de que a Via 040, concessionária que administra a BR-040 entre Juiz de Fora e o Distrito Federal, mantenha os serviços essenciais até que seja feita uma nova licitação para o trecho. O contrato atual já foi prorrogado e se encerra no próximo dia 19 de agosto.

De acordo com o MPF, a ação tem o objetivo de garantir a segurança dos usuários que trafegam pela via, que poderiam ser prejudicados com a interrupção dos serviços. A continuidade inclui ações de manutenção, conservação, operação e monitoração do trecho que atualmente está sob responsabilidade da concessionária.

A produção da TV Integração entrou em contato com a Via 040, que afirmou que “não comenta processos em trâmite na Justiça”.

Para a autora da ação, a procuradora da República Isabela de Holanda Cavalcanti, a proposta da Via 040 à ANTT para o encerramento do contrato constitui ato ilícito, que vai causar lesões ao patrimônio público e aos direitos dos usuários da rodovia.

“Conclui-se que se apresenta imprescindível a intervenção do Poder Judiciário a fim de coibir a prática do ato ilícito e conferir efetividade ao ordenamento jurídico”, esclareceu.

Na ação, o MPF solicita que a concessionária seja obrigada a dar continuidade aos serviços até a conclusão do processo de relicitação e que a União e a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) adotem todas as medidas administrativas necessárias para garantir a continuidade da prestação desses serviços.

Na prática, até que a ação seja avaliada pela Justiça, o contrato e a prestação de serviços na BR-040, no trecho entre Juiz de Fora e o Distrito Federal se encerra no próximo dia 19. No entanto, a ação foi ajuizada com pedido de tutela de urgência e deve ser analisado em breve.

O g1 entrou em contato com a Justiça Federal para saber se há algum prazo para que o pedido seja analisado e aguarda retorno.

Entenda tudo sobre o caso

g1 preparou abaixo uma reportagem para tirar suas dúvidas sobre a situação da concessão BR-040 entre Juiz de Fora e o Distrito Federal.

Matéria completa: https://g1.globo.com/mg/zona-da-mata/noticia/2023/08/02/mpf-pede-a-justica-que-concessionaria-mantenha-servicos-na-br-040-entre-juiz-de-fora-e-df-ate-que-nova-licitacao-seja-feita.ghtml

Por Fellype Alberto, g1 Zona da Mata — Juiz de Fora

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados