HORA CERTA:

NÍVEL DA REPRESA: 66%

TEMPERATURA: 28°C

Prestes a se aposentar, engenheiro pinheirense conclui obra de ponte suspensa em São Gonçalo do Abaeté

Ponte é um marco na carreira do engenheiro por se tratar de um empreendimento desafiador que foi recusado por diversos outros profissionais

Foto: Arquivo Pessoal

O Engenheiro Civil Olavo Simões entregou mais uma obra marcante em sua carreira na última semana. Desta vez, o profissional pinheirense foi o responsável pela ponte pênsil que liga São Gonçalo do Abaeté a Veredas, distrito de João Pinheiro, empreendimento desafiador que foi recusado por diversos outros profissionais dada a complexidade agregada.

A ponte pênsil em questão tem 1,20m de altura e 153 metros de comprimento. Sua capacidade de carga é de 8 mil quilos e a grande inauguração aconteceu no sábado, 29 de junho. Segundo Olavo Simão, a ponte tem tudo para se tornar um ponto turístico.

Foto: Arquivo Pessoal

“Gostaria de dividir a minha alegria em realizar mais está obra. Tão inusitada, tudo que eu não imaginava bater na minha porta. A obra foi licitada duas vezes com desistências, daí tivemos a coragem do desafio com a parceria do nosso colega Engenheiro Mecânico Arthur Melo. Com a proteção de Nossa Senhora da Abadia, sem nenhum imprevisto”, destacou o engenheiro à redação do JP Agora.

Foto: Arquivo Pessoal

A passarela, sustentada sobre cabos de aço, está sob o Rio
Abaeté e promete facilitar a vida dos moradores da região. “No apagar das luzes, prestes à aposentadoria, a engenharia está me dando a realização desse sonho. Foi um desafio, uma situação inusitada, não é todos os dias que bate na porta uma passarela dessa, tem que ter muito cuidado. Graças a Deus vencemos, dá prazer, vai virar um ponto turístico. ”

O JP Agora apurou que a ponte anterior foi levada pela correnteza do rio em 2022 e sua ausência causou aflição aos moradores da região. Em vídeo produzido pelo prefeito Fabiano Lucas, parte daqueles que utilizam a ponte falaram sobre a conquista. “Quando ela foi embora a gente chorou. Já tem 29 anos que a gente vive aqui vendo aquela história da pinguela indo embora com a água” pontuou uma moradora, que agora celebra a nova ponte.


Por JP Agora

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados