HORA CERTA:

NÍVEL DA REPRESA: 63,20%

TEMPERATURA: 27°C

Tiroteio em Montes Claros: Dois dos três envolvidos têm passagens criminais, diz polícia

Como resultado do confronto, o trio acabou baleado, sendo que dois morreram e um foi socorrido em estado grave. Nenhum policial ficou ferido.

Equipes da polícia nas proximidades onde a perseguição ocorreu — Foto: Raissa Cardoso/Inter TV

Dois dos três homens que estavam no carro roubado e tiveram envolvimento com o tiroteio registrado nessa quarta-feira (21) em Montes Claros têm passagens criminais, segundo a Polícia Militar (veja detalhes abaixo).

Como resultado do confronto, o trio acabou baleado, sendo que dois morreram e um foi socorrido em estado grave. Nenhum policial ficou ferido.

O envolvido de 24 anos, que dirigia o veículo, possui antecedentes por receptação, crimes de trânsito furto, tráfico de drogas e ameaça com uso de arma. Ele foi único sobrevivente entre os três.

Em entrevista ao g1 e Inter TV, o tenente Rafael Rabelo disse que ele é “chefe de uma quadrilha envolvida em vários assaltos de cargas nas margens da BR-251, inclusive um dos últimos foi uma tentativa de latrocínio, na qual efetuaram disparos de arma de fogo contra um caminhoneiro.”

Conforme a PM, o homem também foi reconhecido como um dos autores que roubaram o automóvel que estava sendo utilizado pelo trio, esse crime ocorreu em Grão Mogol, no dia 16 deste mês. As equipes estiveram em um local que ele frequentava, em Montes Claros, onde apreenderam objetos subtraídos durante esse assalto.

De acordo com a PM, os policiais ainda estiveram em um imóvel alugado por ele e pelos outros envolvidos, no bairro Santos Dumont, onde encontraram uma mochila com um celular e documentos pessoais dele.

Na tarde desta quinta, a assessoria de comunicação do Hospital Universitário Clemente de Faria informou que o homem permanece internado e está estável.

De acordo com a PM, o envolvido de 31 anos, tinha passagens por tráfico de drogas, lesão corporal e porte ilegal de arma de fogo. Ele foi socorrido pelos militares para o Hospital Universitário, onde o óbito foi confirmado. O homem foi colocado em prisão domiciliar no dia 2 deste mês, sendo que uma das condições impostas para o benefício era de que ele permanecesse em casa durante tempo integral.

O terceiro ocupante do automóvel, de 19 anos, não tinha registros criminais. Ele foi levado para a Santa Casa, onde teve a morte atestada.

Sobre os dois homens mortos, a Polícia Civil informou que o corpo do mais novo já foi liberado para a família. Já o de 31 anos, os parentes estavam providenciando a documentação necessária.

Sobre o tiroteio

Uma troca de tiros entre a Polícia Militar e três homens que estavam em um carro roubado terminou com dois mortos e um ferido em Montes Claros na tarde desta quarta-feira (20).

Segundo as informações da PM, uma equipe do GER fazia patrulhamento pelo bairro Morada do Sol quando suspeitou de um automóvel que estava com placa nas cores do Mercosul, mas tinha os caracteres no formato usado nas placas antigas.

O tenente Rafael Veloso completa que o veículo tinha uma pintura mal feita, na cor preta, com o teto vermelho, possuindo ainda características semelhantes a um que teria sido roubado em Grão Mogol, às margens da BR-251, na semana passada.

De acordo com a PM, por conta da suspeita, a equipe do GER iniciou o acompanhamento do carro para fazer a abordagem dos três ocupantes, acionando também o apoio de outras equipes. Ao notar que estava sendo acompanhado pela viatura, o motorista fugiu pelas ruas do Morada do Sol e de outros bairros.

“Após intensa perseguição e ordem de parada pelas equipes da a Polícia Militar, esses indivíduos em dado momento passaram a desferir disparos de arma de fogo contra a equipe do GER, foi necessário efetuar vários disparos para repelir essa injusta agressão”, detalhou o tenente.

A PM está levantando informações para tentar descobrir o que os três homens estariam fazendo em Montes Claros.

“Pelo modus operandi e pelo fato de o veículo ter sido tomado de assalto e de ter três indivíduos armados, a gente acredita que eles estariam indo cometer algum delito, mas não sabemos precisar qual o tipo.”

Por g1 Grande Minas

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados