HORA CERTA:

NÍVEL DA REPRESA: 66%

TEMPERATURA: 28°C

Cemig investirá R$ 67 milhões na modernização de hospitais até o fim de 2024

Iniciativas irão beneficiar dezenas de instituições públicas e filantrópicas; recursos são provenientes do Programa de Eficiência Energética

Em 2022, o Cemig Hospitais investiu 1,1 milhões em 6 instituições da Região Norte de Minas Gerais.

O respeito à vida é um dos principais valores da Cemig, e empresa tem ampliado, cada vez mais, seus investimentos em vários segmentos para contribuir com o bem-estar dos seus quase 9 milhões de clientes em Minas Gerais. Um exemplo disso é que a Cemig está investindo R$ 67 milhões em hospitais públicos e filantrópicos que atendem à sociedade mineira na área de concessão da companhia.

O Cemig nos Hospitais é o projeto responsável pelos investimentos, e faz parte do Programa de Eficiência Energética que é regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Por meio dele, que está em sua segunda fase desde julho de 2022, diversos equipamentos ineficientes estão sendo substituídos por outros mais econômicos, eficientes e modernos, tornando o uso da energia mais sustentável nas instituições de saúde.

Em 2022, o Cemig Hospitais já investiu 9,7 milhões em 176 instituições de Minas Gerais. Nos próximos dois anos, o total dos recursos vai possibilitar a modernização, em todo o estado, de cerca de 500 mil lâmpadas, 50 autoclaves, 75 focos cirúrgicos, 50 calandras e 40 secadoras, sendo esses equipamentos fundamentais para a segurança dos processos de higienização de roupas e instrumentos hospitalares. Além disso, a companhia vai instalar 30 usinas solares fotovoltaicas. Os equipamentos substituídos, vale lembrar, são destinados à correta reciclagem.

Em 2022, o Cemig Hospitais investiu 1,1 milhões em 6 instituições da Região Norte de Minas Gerais, e já entregou 8 mil lâmpadas e 2 autoclaves.

Economia revertida em benefícios

“A Cemig busca investir em substituições de equipamentos de alta importância na rotina hospitalar e que são relevantes do ponto de vista do consumo energético. São exemplos as secadoras de roupas e calandras (responsáveis por ‘passar’ e secar roupas e tecidos), autoclaves (que atuam na esterilização de materiais e equipamentos) e focos cirúrgicos. Os focos são utilizados em cirurgias que exigem iluminação específica no corpo do paciente, proporcionando visão adequada aos profissionais de saúde”, explica o coordenador do projeto, Neander Lima.

Conforme ressalta Lima, os ganhos em eficiência energética são somados à possibilidade de os hospitais reduzirem parte significativa de suas faturas de energia, já que historicamente essas instituições têm consumo elevado devido ao tipo de atividade. Como resultados, os recursos financeiros economizados podem ser revertidos em melhorias no atendimento à população ou demandas antigas.

Ao final da execução do projeto, a Cemig estima uma redução de mais de 9 mil kW de demanda no horário de ponta do sistema elétrico e de cerca de 25 mil MWh economizados por ano.

Programa de Eficiência Energética

O Programa de Eficiência Energética, regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica, promove o uso sustentável da energia elétrica e uma cultura baseada em hábitos de consumo mais conscientes. Desde o início do Programa, em 1998, as iniciativas beneficiam, principalmente, clientes de baixa renda e instituições públicas e filantrópicas (hospitais e escolas, por exemplo) que exercem amplo atendimento à sociedade.

Até o momento, moradores de mais de 745 municípios localizados na área de concessão da Cemig já foram alcançados. Entre 2008 e 2022, o valor investido ultrapassa a ordem de R$ 740 milhões, com uma aproximação da marca de R$ 1 bilhão.

Números da segunda fase do Cemig nos Hospitais (até 2024)

-Iluminação: 487.000 lâmpadas

-Calandras: 53

-Secadoras: 44

-Autoclaves: 50

-Focos Cirúrgicos: 75

-Usinas Fotovoltaicas: 30

Fonte: Cemig

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados