HORA CERTA:

NÍVEL DA REPRESA: 66%

TEMPERATURA: 28°C

Cinco pessoas são mortas em operação contra tráfico de drogas; uma aconteceu em Felixlândia

Segundo a Polícia Militar, todos chegaram a ser socorridos, mas morreram depois. O g1 questionou se policiais usaram câmeras nas fardas, mas não houve resposta.

R$ 50 mil em dinheiro foram apreendidos — Foto: Reprodução

Cinco suspeitos de participação no tráfico de drogas na Grande BH morreram, na manhã desta terça-feira (3), durante a “Operação Pax Vobis”. As mortes aconteceram em Mateus Leme, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, e em Felixlândia, na Região Central do estado

De acordo com o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), os suspeitos foram baleados ao resistir à prisão – três eram alvos de mandados e dois, segundo a corporação, eram escoltas.

O g1 perguntou à Polícia Militar se os policiais usavam câmeras nas fardas durante a operação, mas ainda não houve retorno.

Até a publicação desta reportagem, a operação – feita em conjunto pelo MPMG e pela Polícia Militar (PM) – havia cumprido 23 mandados de prisão e outros seis estavam em andamento.

Sete suspeitos foram presos. Outros já estavam detidos por causa de outros crimes. O Departamento Penitenciário de Minas Gerais (Depen-MG) também participa da ação.

guns alvos já estavam presos por outros crimes. O nome da operação é uma referência à saudação litúrgica que os bispos proferem nas missas por eles celebradas e significa ‘a paz esteja convosco’. E é isso que os moradores destas regiões, querem, né? Paz”, disse o promotor do MPMG, Peterson Queiroz de Araújo.

Segundo a Polícia Militar (PM), todos chegaram a ser socorridos, mas morreram depois. Nenhum policial foi atingido.

Outros 24 mandados de busca e apreensão também eram cumpridos: dez armas, sete celulares e R$ 50 mil em dinheiro foram recolhidos.

Histórico

O MPMG disse que, de setembro de 2022 a março de 2023, 28 pessoas foram assassinadas porque tinham ligação com a guerra entre as organizações criminosas do Barreiro e de Contagem pela disputa do tráfico de drogas.

Contudo, a PM acredita que possam ser mais de 100 mortes indiretas, provocadas pelos suspeitos que foram alvo da operação.

Aida segundo o MPMG, a operação é feita em Belo Horizonte; Ibirité, Pedro Leopoldo, Lagoa Santa e Contagem, na Região Metropolitana; São Gonçalo do Pará, no Centro-Oeste; e Viçosa, na Zona da Mata.

O nome “Pax Vobis” faz referência à saudação litúrgica que bispos falam nas missas que significa “a paz esteja convosco”.

Por Alex Araújo, Ernane Fiuza, g1 Minas e TV Globo — Belo Horizonte

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados