HORA CERTA:

NÍVEL DA REPRESA: 66%

TEMPERATURA: 28°C

Dois funcionários terceirizados do DER são atropelados enquanto sinalizavam rodovia que passava por pintura; um deles morreu

Antes de atropelar os trabalhadores, caminhão envolvido no acidente bateu em carro e no caminhão da empresa terceirizada do DER. Três pessoas que estavam no automóvel ficaram gravemente feridas.

Acidente envolveu três veículos — Foto: Marina Matos

Um funcionário terceirizado do Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG) morreu e outro ficou gravemente ferido em um acidente envolvendo três veículos na BR-135, em Montes Claros, nesta terça-feira (1). Eles faziam a sinalização da pista, que passava por pintura, quando foram atropelados. Mais três pessoas tiveram ferimentos graves.

Segundo as informações da Polícia Militar Rodoviária, testemunhas disseram que o motorista de um caminhão baú não se atentou à sinalização e atingiu um carro e um caminhão da empresa terceirizada do DER. Em seguida, atropelou os dois trabalhadores, que seguiam a pé atrás do veículo que executava o serviço. O condutor que causou o acidente fugiu do local e foi encontrado em Mirabela. Ele foi levado para a delegacia.

Ainda de acordo com a PMRv, com a batida, o motorista e duas passageiras do automóvel ficaram gravemente feridos. O Samu informou que, uma mulher ficou presa às ferragens, teve fratura de fêmur, traumatismo cranioencefálico grave e precisou ser intubada no local do acidente, ela foi encaminhada ao hospital pelo helicóptero. O condutor carro teve traumatismo cranioencefálico moderado e fratura de pelve. A terceira pessoa que estava no veículo foi transportada para a unidade hospitalar pelo Corpo de Bombeiros.

O Samu também fez o atendimento do funcionário terceirizado que foi atropelado, ele estava com dores na cabeça e na região do tórax. Os motoristas dos caminhões não se feriram.

A pista precisou ser interditada nos dois sentidos para os trabalhos da perícia da Polícia Civil.

Conforme o advogado da empresa na qual as vítimas trabalhavam, Fabrício Nascimento Leal Godinho, nesse primeiro momento a preocupação é prestar assistência às famílias. Ele lamentou o ocorrido e destacou que a empresa tem uma enorme preocupação com questões que envolvam a segurança dos seus trabalhadores e dos locais onde eles executam serviços. Por fim, ressaltou que preliminarmente a informação é de que a rodovia estava devidamente sinalizada e defendeu que as causas do acidente sejam apuradas.

Por Michelly Oda, g1 Grande Minas

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados